Hoje é o dia do Geriatra. Em Sorocaba há associação de geriatras.


Foto:  Adson, Paola, Nana, Charles, Paulo, Maria Beatriz, Marco, Eliane da esquerda para a direita

Hoje é o dia do Geriatra. Em Sorocaba há associação de geriatras.

Este sábado ensolarado aquece o dia e aos profissionais que atuam profissionalmente na área de geriatria. O Brasil tem 30 milhões de idosos, conforme dados da pesquisa do IBGE. Há no país cerca de 1.600 médicos especialistas geriatras registrados no Conselho Federal de Medicina. Esse total de médicos possibilita uma média de atendimento de um especialista para cada 19 mil idosos. Segundo a AMB Associação Médica Brasileira, o ideal seria o índice indicado pela Organização  Mundial da Saúde de um geriatra para cada mil idosos.
O dia 16 de maio de 2020 é dedicado aos 59 anos de fundação da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG).
É importante destacar que o título de especialista em Geriatria certifica que os médicos que o possuem, atendem os idosos de acordo com o conhecimento científico atualizado.
Em Sorocaba há vários profissionais certificados como Geriatras e que pertencem a Associação de Geriatria de Sorocaba (AGES). Fundada em 2016, a entidade tem na sua diretoria atual os geriatras , doutores Charles Rodrigues-presidente, Paulo Canineu- vice-presidente, Adson Passos e Marcos Guerra- tesoureiros, Eliane Truzante –secretaria, Paola Canineu e Maria Beatriz Montaño- diretoria científica e Nana Delbaje- diretora de eventos.
Conforme disse a médica geriatra Maria Beatriz Marcondes Macedo o objetivo da associação em Sorocaba é partilhar conhecimentos para promoção do envelhecimento saudável, prevenção de incapacidades e no melhor tratamento das doenças, muitas vezes crônicas e mais prevalentes em idosos, como exemplo, as demências. Ainda segundo a doutora Maria Beatriz, a entidade busca levar informações para a comunidade e promover hábitos saudáveis, com fins de desmitificar que o envelhecimento é uma doença. Promover o envelhecimento bem sucedido com mais autonomia e independência é um dos focos desse trabalho dos médicos geriatras.
Como testemunho pessoal, posso afirmar que descobri na faixa dos sessenta anos, a importância de praticar esportes, tendo participado nos últimos cinco anos de mais de 120 provas pedestres no Brasil. Comecei caminhando em 2016 cerca de 500 metros e atualmente já com dez corridas de meia maratonas de 21 km e dezenas de outras provas de 5 a 18 km, garanto que o exercício é o melhor remédio para a vida saudável, seja física ou psicológica. E para completar a prática da fé em atividades de ajuda ao próximo, complementam o bem estar da pessoa.


Vanderlei Testa jornalista e publicitário

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sargento Cido partiu como um guerreiro da paz

Na véspera do Dia dos Pais, a despedida do amigo João Aguiar

Vá em paz, Bottesi !