Casal coordenador Edna e Toninho convida para a Novena e Festa de Santa Filomena

Edna e Toninho Castelhano convidam para a Novena de Santa Filomena

 

A novena de Santa Filomena começa dia 1º de agosto, sábado, com Missa celebrada diariamente até o dia 9 de agosto, às 19h30 diretamente do Santuário com transmissão on-line pelo Canal do santuário e do padre Wagner.

Dia 10 de agosto é a grande data da Festa de Santa Filomena. Acesse www.santuariosantafilomena.com.br e acompanhe toda a programação.

Desta vez vou contar um pouco do esforço do casal Edna e Toninho Castelhano. Conheci o casal há 15 anos em atividades na comunidade NS Medianeira do Jardim Iguatemi. Nessa época eles queriam formar uma nova comunidade no Jardim Abaeté. Era 2005. A inspiração teria como patrona uma santinha de 13 anos de idade que fazia muitos milagres na Itália, na cidade de Mugnano:  Santa Filomena.  Conversaram com o filho Sandro e os amigos que frequentavam a paróquia NS Medianeira e São José Operário. O apoio de todos animava o casal Edna e Toninho em procurar o pároco naquela época, padre Wilson Roberto dos Santos.  Aí ficaram sabendo que ele tinha ido à peregrinação justamente na Itália. Alguma coisa dizia nos corações dos paroquianos que haveria na chegada do sacerdote a Sorocaba um bom motivo para ampliar as suas comunidades: formar mais uma com o nome dedicado a Santa Filomena.

Lá na Itália, o padre Wilson decidiu passar em Mugnano para conhecer o Santuário da Santa Filomena. Coincidência ou providência divina acontecia algo especial sendo preparado naquela igreja. Depois da visita ao nicho onde estavam as relíquias de Santa Filomena, o inesperado ocorreu. Padre Wilson sentiu, sem saber de nada do que estava acontecendo em Sorocaba à mesma inspiração de criar uma nova comunidade. E deveria receber o nome de Santa Filomena.

Enquanto isso o grupo de amigos de Sorocaba se reunia para acolher a chegada do pároco na cidade e conversar com ele da proposta da nova comunidade. Nem é preciso dizer que quando isso aconteceu, o padre e a comunidade tiveram a mesma inspiração. Resultado: Nascia ali em 2005 a Comunidade de Santa Filomena do Jardim Abaeté. O “milagre” acontecia naturalmente na vida de Edna e Toninho e de seus amigos. Hoje, em 2020, como um dos admiradores e devotos de Santa Filomena, tendo escrito um livro de suas memórias com título “Amigos de Santa Filomena”, posso testemunhar que o milagre continua acontecendo  enchendo os olhos até dos que não creem. Basta apenas ver o Santuário de Santa Filomena sendo construído e já em adiantado estado de acabamento, para constatar a magnífica obra do primeiro Santuário de Santa Filomena da América Latina. Os moradores do Jardim Abaeté que viram aquele pequeno salão em uma casa cedida gratuitamente pelo casal Cássia e José Moreira para iniciar a comunidade, contemplam, como eu faço ao estar lá, a presença de Deus se fazendo presente através de Santa Filomena.

As inúmeras campanhas e ações para continuar a obra gigantesca do santuário têm desde as latinhas de alumínio doadas para a aquisição dos materiais, aos fiéis devotos que doam de si em tempo e dedicação, como é o caso de Edna e Toninho e muitos outros casais e pessoas que ficaríamos sem espaço para cita-los aqui. Basta ir a um almoço beneficente realizado no salão da igreja para encontrar dezenas de casais na cozinha e na preparação. Nas celebrações do dia 10 de cada mês, dedicado a Santa Filomena mais de duas mil pessoas passam pelo santuário. E em agosto, no dia dela, aí o número aumenta para cinco mil pessoas. E pensar que tudo começou numa garagem e pela inspiração divina com a presença de cerca de cinquenta devotos.

O santuário oferece gratuitamente os sacramentais de Santa Filomena, como o cordão, óleo, orações. Há também uma livraria no santuário com imagens e lembranças. A responsável pela livraria é a Edna Castelhano com sua equipe de colaboradoras. Já o filho Sandro cuida do Canal Santa Filomena com seus voluntários de comunicação transmitindo ao vivo a missa diária e o Programa Filomena em Pauta nas quartas-feiras. A filha Beatriz e o genro Vinicius cantam na pastoral da música do santuário. Eles casaram no Santuário de Santa Filomena com a celebração do padre Wagner Lopes Ruivo, pároco da matriz de São José Operário e da Comunidade de Santa Filomena. Para quem não conhece e deseja visitar, o Santuário de Santa Filomena fica na rua Eliezer Barbosa Lima, 531, Jardim Abaeté.  Dia 10 de agosto haverá missa ás 19h30 dedicada à Santa Filomena com transmissão on-line.

 

Vanderlei Testa jornalista e Publicitário escreve aos sábados no www.jornalipanema.com.br/opiniões, www.facebook.com/páginaartigosdovanderleitesta, www.blogvanderleitesta.com


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sargento Cido partiu como um guerreiro da paz

Na véspera do Dia dos Pais, a despedida do amigo João Aguiar

O amigo e professor Theodoro na paz eterna