A partida da elefanta Haisa

 


Ontem, (19) a Haisa, elefanta do Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros deu adeus à sua vida por aqui. Já estive muitas vezes no zoo e ela estava lá toda dengosa. Quantas crianças viveram este momento com a Haisa e desenharam em suas escolas a figura simpática da mocinha que chegou em Sorocaba no ano de 1995. Viveu 25 anos em nosso zoo.

Lágrimas nos olhos da equipe de funcionários do zoo manifestaram a tristeza da despedida no Parque Natural. Fiéis à elefanta amiga de todos os dias no trabalho, os tratadores e técnicos deixaram o seu adeus com palmas e frases como “descanse em paz”.  A Haisa é de origem asiática, mas sua vida como a maioria dos elefantes domesticados não passou pela selva, mas sim, em picadeiros de circos. A beleza da mata onde nasceu com os seus pais e irmãos, imagino que marcou o seu coração na infância até a adoção pelo ser humano das lonas circenses.

Hoje em dia é difícil não encontrar um lar sem um animal de estimação. Tenho duas calopsitas e uma cachorrinha poodle. Já tive dois cachorros e um jabuti, canários e outros animaizinhos que sempre deram alegria. A Haisa deveria estar com cerca de 60 anos. Como uma avozinha querida, ela conquistou os corações da população sorocabana e dos visitantes. Ontem o  zoológico ficou fechado de luto. Uma homenagem de sentimentos e emoção com um momento de silêncio dos técnicos e colaboradores da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

A lição que sinto em episódios como esse, manifestada em centenas de mensagens na rede social, é que sempre há amor irradiando em perdas. Seja transmitida em humanos ou em animais, plantas e o que mais quisermos colocar na lista, as luzes interiores de cada um dos habitantes deste planeta, brilharão de alegria, dor e saudade.  E a Elisa Pereira, disse: “Fica uma história pra contar, fez parte da vida de muitos sorocabanos. Repouse em paz, Haisa, você fez parte da nossa história”.

 

 

Vanderlei Testa jornalista e publicitário escreve aos sábados no www.jornalipanema.com.br/opinioes e www.blogvanderleitesta.com e www.facebook.com/artigosdovanderleitesta

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sargento Cido partiu como um guerreiro da paz

Na véspera do Dia dos Pais, a despedida do amigo João Aguiar

Vá em paz, Bottesi !