A princesa Zélia Martins foi ao encontro no céu do príncipe José Martins.

 


A princesa Zélia Martins foi ao encontro no céu do príncipe José Martins.

 

Dia 5 de julho de 2021 a notícia do falecimento da dona Zélia Martins me fez relembrar de muitas histórias que o saudoso casal José Martins e Zélia contava nas nossas prosas. A querida Zélia descansou para estar com o seu amado príncipe boiadeiro que um dia a encantou. Vou recontar a história que atualizei e publiquei em artigo há vários anos para homenageá-los em vida. Fica a saudade e o testemunho do amor encantador do casal.

Uma história de amor conjugal com mais de 60 anos de cumplicidade. O saudoso José Martins nasceu em Pernambuco. Com 12 anos de idade o jovem boiadeiro ajudava seu pai na fazenda de gado na cidade de Caruaru. Uma peste bovina acabou com a criação e com o negócio pecuário que sustentava a família. Essa reviravolta inesperada nas atividades dos Martins trouxe pai e filho para Botucatu. A nova vida de desafios do pernambucano José o levou a ser virar sozinho agora no Estado de São Paulo. Após o Serviço Militar começou a trabalhar em uma loja de tecidos em  Bauru. Foi lá que a princesa Zélia apareceria no destino amoroso do príncipe boiadeiro. Zélia era costureira. Cuidava do pai viúvo.  Em um baile Zélia foi apresentada por uma prima ao José. Dançaram duas músicas. Acabou ganhando a companhia até o ponto de ônibus na hora de voltar para casa. Pronto! A luz de um romance que viria pouco tempo depois com pedido de namoro ao pai da Zélia resultaria nas seis décadas anos de casados que eles comemoraram em Sorocaba. Pais de dois filhos, um empresário do comércio e o outro Doutor em Física na Universidade do  Rio de Janeiro. Zélia e José foram membros atuantes do Movimento de Emaús, dando seu testemunho aos jovens como um casal com mais de 80 anos de idade, eternos namorados. José, Aposentado e Zélia Martins sempre foram pessoas doces, felizes, transmitiram serenidade e uma amizade que tive o prazer de compartilhar muitos anos na Comunidade do Divino do Jardim Saíra.

Vanderlei Testa jornalista e publicitário escreve aos sábados no www.jornalipanema.com.br/opinioes

E-mail:artigovanderleitesta@gmail.com 

 

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Renata e Seide, duas perdas irreparáveis

Vá em paz, Bottesi !

O vídeo dos 90 anos da Clarinha e 95 anos da Amélia Testa Ribeiro