Dia do Chico


 Dia do Chico 


Hoje, 4 de de outubro, aniversário do primo Ivo Gambaro, da amiga de décadas Thais Helena Neves, Cris Mendes, Nelci Bueno, Sueli Samarra,  e do santo padroeiro da paz e do bem, São Francisco de Assis, o Chico. A intimidade de chamá-lo Chico vem da sua simplicidade franciscana que aprendi a admirar na história da sua existência. Fui visitar sua eterna basílica em Assis, na Itália, local de imensa espiritualidade humana. 

Em qualquer lugar deste Planeta Terra, há entre os cristãos a homenagem ao protetor dos animais. O Chico e seus bichinhos faziam da vida um paraíso de beleza e sons. Um verdadeiro jardim dos amantes da paz. 

Ao ver nas redes sociais neste dia 4 tantas ilustrações e mensagens dedicadas a São Francisco sentimos o quanto é querido. Vale como referência aos nossos amigos Francisco em nossa vida. Lembro com carinho do Chico Negrão, do Francisco Pagliato, do Francisco de Assis Pontes, o sempre Chico de 42 anos de amizade como irmão de Equipes de Nossa Senhora, do Chico Pessini, Francisco Carlos Sanches, Chiquinho, Francisco Coelho de Oliveira e dezenas de Chico que cada um de nós traz na sua história de vida. 

Na minha infância tinha o Chico Galvão, da banca de feira na rua Santa Maria. Comemorar os Chico é gratidão para com aquele jovem sacerdote e missionário que se despiu das coisas materiais para vestir a humildade e testemunho que levou milhares de seguidores ao caminho da generosidade da vida. 

Cumprimento aos amigos frades, frei Gilberto da Igreja Santo Antonio, Frei Vilmar, em Santa Catarina, meu primo Giuseppe Testa que durante mais de 25 anos esteve como franciscano. 

Tenho meu escritório e agência de publicidade e comunicação na avenida São Francisco, e a ele, nosso protetor diário, a oração e o pedido de intercessão aos enfermos desta pandemia e a todos que diariamente nos pedem preces por suas famílias. 

Feliz dia do Chico! 


Vanderlei Testa www.blogvanderleitesta.com e redes sociais 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Renata e Seide, duas perdas irreparáveis

Vá em paz, Bottesi !

Correios presta homenagem ao Zé Maria, “Lolé”