Os 50 anos da turma de soldados da 14º CSM de Sorocaba

 



 Os 50 anos da turma de soldados da 14º CSM de Sorocaba

 

A 14º CSM está localizada no jardim Santa Rosália, na Avenida Roberto Simonsen. Nos meus 18 anos de idade eu tive a minha indicação para a apresentação nesse local, onde iria prestar o Serviço Militar. Com a documentação em mãos, lembro-me de passar pelos critérios de avaliação física e de documentação. Havia muitos jovens reservistas em Sorocaba. Por excesso de contingente, como atestado na certidão que recebi, acabei por sair “livre de servir”, como se dizia. Isso me ajudou na frequência da escola que frequentava a noite e no trabalho exercido na Estrada de Ferro Sorocabana. Hoje, sinto falta de ter passado por essa experiência pessoal na juventude.

Há uma lista de 26 nomes da turma de 1966 da 14º Circunscrição do Serviço Militar que o Edson Fernandes de Freitas não perde. É que ele faz parte da história desse grupo que comemorou o Jubileu de Ouro dos soldados alistados nesse ano. Edson que começou como soldado, alistado para servir o exército nacional, ficou anos em serviços. Ele conta que na foto o número 10 é o Coronel Geraldo Pereira de Paula que serviu como soldado e foi o único que voltou como Coronel para chefiar a 14º CSM de Sorocaba por um período de dois anos.

Na minha turma, diz Edson de Freitas, serviu o Adilson Barros que se tornou ator e protagonizou com Fernanda Torres o filme “Marvada Carne”. Também a peça teatral “Lua Nua”, com Elisabeth Savalla e o filme “Kuarup” de locação em aldeias indígenas, foram protagonizados pelo Adilson. “Os 50 anos da turma teve a comemoração realizado no restaurante de um hotel em Sorocaba. Reencontrar os amigos daquela época nos fez voltar ao tempo com as saudades do que passamos juntos no Serviço Militar”, diz Edson que recebeu uma medalha Marechal Hermes por ter sido o 1º colocado no curso de Sargento.  

“Minha turma que serviu na 14º CSM em 1966, sempre foi muita unida em amizade”, diz Edson. Todos que estavam no grupo decidiram comemorar com um almoço festivo, o que resultou na lembrança da foto que guardaremos para sempre. Também aconteceu nesse dia a recordação de uma imagem de 1966 com todos uniformizados e de arma nas mãos em meio a um treinamento de marcha que fazíamos no mês de abril de 1966. O 2º Sargento Freire e o 3º Sargento Soler, 3º Sargento Prota e o 2º Tenente Garbelini faziam o comando da tropa.  Alguns soldados continuaram a sua carreira militar no exército, chegando a postos de comando. O Farah é hoje Capitão reformado, o 2º Sargento Edson Fernandes de Freitas que ficou 14 anos no exército e o Guaraci Bueno  que prestou o serviço militar em 1965, em Itu, no 2º RO 105 e saiu como 2º Sargento para ingressar no magistério e aposentou-se como diretor de escola no Estadão,  são exemplos dessa turma.

 

 

Arte: VT Fotos: Álbum de família

 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lucas Lolata vence desafio

Gilson Delgado atuou com foco no ser humano